Designers

Luciano e Toscani retornam à Benetton para devolver toda a cor e controvérsia da empresa

Benetton tirou a cabeça de sua toca novamente. A empresa italiana teve uma má execução nos últimos anos e encontrou o antídoto perfeito para retornar à primeira página. Que melhor maneira de fazer isso do que voltar às origens? Da maneira mais literal possível, porque seu fundador, Luciano Benetton, voltou para reflorestar a empresa. Aos 83 anos, o empresário quer "cor, design e novos materiais". E ele fez isso acompanhado por Oliviero Toscani, o fotógrafo que os levou ao topo.

Luciano Benetton já se aposentou do universo moda mais de uma década Mas isso não parece ter eliminado o problema, porque ele decidiu assumir a empresa novamente, com seu novo diretor artístico Jean-Charles Castelbajac como aliado. Benetton, que nestes tempos perdeu força devido à tentativa incorreta de lutar contra ele moda rápida, retorna ao seu DNA mais autêntico. O italiano vem se divertir, recuperar essa explosão de assinatura de assinatura multicolorida.

A prova está em sua coleção mais recente, que ele desfilou pela primeira vez em Semana de Moda de Milão. Uma homenagem ao especialista e pioneiro em produção industrial, inovação e cor da Benetton. Isso está claro para nós à primeira vista, porque eles não foram eufemismos. A paleta é composta por tons primários para o parcheesi, que não passa despercebido.

Os materiais da Benetton retornam, sem medo de nada. "Renovar ou morrer" é um ditado que foi levado à letra. O ponto tradicional da marca é misturado com roupas de mergulho, perneirasalgemas em contraste, trincheira, cores, criatividade e, nas palavras do próprio diretor artístico, "preços acessíveis". Isto é Máquina do arco-íris, uma coleção que respira boas vibrações e recuperar o patrimônio da empresa com uma boa dose de desenhos animados, de Mickey para Snoopy. Se ao menos tivermos a frase United Colors of Benetton entre nós!

O retorno de Toscani, uma das chaves do sucesso da Benetton

A Benetton não quis experimentar as chaves do sucesso. Pelo contrário, ele revisou o que tinha no passado para nos enlouquecer e decidiu voltar ao assunto. No final, autenticidade é o que atrai. Portanto, após uma proposta estilística em que o arco-íris é novamente o centro do design, a empresa italiana olhou para o marketing. Você se lembra das campanhas publicitárias icônicas da Benetton?

Eles foram os primeiros a arriscar tudo com fotos de líderes políticos se beijando, crianças de todas as raças posando juntas e imagens vingativas e politicamente ousadas, que se tornaram uma declaração contra o racismo e a homofobia. O arquiteto por trás deles foi Oliviero Toscani, o fotógrafo que também retorna à Benetton. E com Luciano, ele promete trazer de volta a empresa italiana.