Lazer

11 séries e filmes que apostam no 'corpo positivo' e nos ensinam a amar nosso corpo

Estamos acostumados a ser bombardeados com imagens de todos os meios de comunicação como o corpo perfeito deve ser e os protagonistas dos filmes e séries de televisão que vemos parecem todos cortado pelo mesmo patronon, como se todos fossem perfeitos para sair O ataque dos clones.

Entretanto, existem exceções a esta regra: produtos de televisão e telão que optaram por corpo positivo, pela diversidade e pela beleza saudável em todas as formas e tamanhos, independentemente do que os outros digam.

Casamento de Muriel

Muriel é a heroína mais atípica da nossa equipe: um mosquito morto que parece realmente não importar para ninguém e o patinho feio obcecado pelos grandes sucessos do ABBA e se casar em alto Mas ela não é apenas ignorada e maltratada por todos os membros de sua família, mas suas melhores amigas também a tratam como um zero à esquerda. Até que ele conhece Rhonda e tudo muda para Muriel. E não queremos dizer que ele finalmente consiga um casamento dos sonhos, mas que nossa heroína percebe que ela merece ser feliz à sua maneira, livre e independente da trama de seu pai dominante. E o melhor: você quer que eu ganhe, porque você entendeu que Finais felizes também acontecem para meninas que não são bonitas propagandas.

Dando a nota

Não é apenas "Amy the fat", interpretada por Rebel Wilson. Ela não é exceção neste grupo de estudantes universitários obcecados em cantar a capella. Em Dando a nota e Dando a nota 2 nós vamos nos encontrar um grupo de mulheres que se caracteriza pela diversidade de seus membros, pela diversidade de raças, tamanhos, tipos de beleza, etc.

Betty a Feia

É difícil se encaixar na sociedade quando você não se encaixa exatamente no molde. Mas o pior é trabalhar no setor dedicado à fabricação e promoção desses moldes, sendo você a antítese disso. E isso acontece com Betty, que consegue um emprego como editora assistente de uma glamourosa revista de Nova York e precisa lutar contra os preconceitos e as provocações de um mundo tremendamente superficial. A série foi cancelada há muito tempo, mas se você precisar ver como uma mulher sonhadora com força de vontade triunfa acima de tudo E todas as pessoas que riem dela por sua aparência física, é sua escolha.

Spray de cabelo

Os quilos extras de Tracy não o incomodam a dançar como qualquer outra pessoa ou aspiram fazer parte do corpo de dança do programa mais famoso da cidade: O Corny Collins Show. E não apenas ela consegue tudo o que quer, mas também se torna a garota mais popular do show, apesar das tentativas do produtor (brilhantemente interpretado por Michelle Pfeiffer) de demiti-la para que sua filha seja a estrela. Tracy é um ótimo exemplo e quando eles tentam afastá-la do que ela quer, ou ridicularizá-la, ela não recua e Lute pelo que você acha justo.

Um por todos

Quatro amigos: Tibby, Carmen, Bridget e Lena. E algumas calças para todos. Embora não possam ser mais diferentes, na personalidade e no exterior, mas, apesar dos tamanhos diferentes, esses jeans mágicos combinam com todos eles e parecem trazer o melhor de cada um deles. Então eles fazem um acordo: apesar de passarem o verão separados, eles dividirão o jeans.

Uma história maravilhosa sobre o que significa crescer e amadurecer, enfrentar problemas pessoais, aprender e descobrir como você está e, acima de tudo, esse tamanho não importa, porque a beleza está no modo de ser de todos.

Inquebrável Kimmy Schmidt

Depois que ela foi resgatada de uma seita apocalíptica em Indiana, Kimmy teve que se adaptar à sua nova vida em Nova York e, bem, bem, ao século 21 em geral, o que dá origem a muitas situações surpreendentes. Mas também amamos esta série por causa das lições que seu protagonista recebe de seu colega de quarto, Titus Andromedon, um ator frustrado que Transborda auto-estima e capacidade de avançar por si mesmo. Sem mencionar que dá alguns bons conselhos.

My Mad Fat Diary

Rae tem 16 anos e é uma menina grande e com sobrepeso. Sim, muito pelo contrário do protagonista de qualquer série de televisão que você já viu antes. E Rae não tem nada fácil, como qualquer garota da idade dela que se preocupa mais com a aparência e é obcecada por meninos, é claro. Mas, no caso dele, seu excesso de peso é acompanhado por auto-estima no chão, um drama supino e um ponto de loucura nada engraçado. Uma série muito bruta que nos permite observar de fora como perdemos a perspectiva de nós mesmos na adolescência

O lenço amarelo

Este filme independente, interpretado por Kristen Stewart, Eddie Redmayne e William Hurt, é um drama romântico que gira em torno da história de Martine, uma adolescente problemática e com baixa auto-estima, que conhece um novo amigo, Gordy, na estrada e ex-condenado, enquanto embarcava em uma jornada nas estradas da Louisiana procurando novas oportunidades.

Laranja é o novo preto

Outra de nossa série de TV favorita dos últimos tempos, que promove a diversidade em todos os sentidos, corpo positivo e feminismo em todos e cada um de seus episódios e personagens.

Mulheres reais têm curvas

A história de Ana, uma garota latina que vive em Los Angeles, também é a história da ruptura entre duas gerações, a de sua mãe Carmen, que sonha com ela com um futuro em que haja marido, família e sonhos de o protagonista, que aspira a ir para a universidade e romper com a tradição. Entre as muitas obsessões de Carmen por sua filha, está também o fato de ela perder peso, a única maneira de conseguir um marido, na sua opinião. Mas logo Ana e o resto de seus familiares vão dar a ela uma ótima lição de auto-estima.

Drop Dead Diva

Existe um conluio para que todos sejam iguais, tenham a mesma morfologia e aparência? Se não houver, é claro nesta série, eles falam muito sobre a possibilidade de existir, além dos tamanhos, os prós e os contras das dietas, ganhar peso, perder peso e perder peso. como é deprimente entrar em algumas cadeias de roupas.

O artigo foi publicado originalmente em 06/04/2017 e foi revisado para republicação.

Em Jared | Se você seguir estas contas Instagram 'positivas para o corpo', vai se amar mais e ser mais feliz