Lazer

Sete filmes de amor e desgosto com sete lições valiosas para casais

Se a garota conhece garoto, o garoto se apaixona por ela, eles brigam, conhecem e comem perdizes, parece um pouco com a história de sempre e você está procurando filmes Deixe que expressem o amor de maneira mais profunda e realista, essas histórias são para você. Uma seleção de sete filmes para assistir repetidamente que nos ajudam a entender a verdadeira profundidade do amor romântico, com suas complicações, defeitos e golpes da realidade.

Valetina azul (2010): o amor exige trabalho

Hollywood adora finais felizes. É por isso que é tão difícil encontrar histórias focadas em os aspectos mais difíceis e difíceis de um relacionamento. Mais em Dia dos namorados azul Eles não retêm nada, e é isso que o torna especial. Os filmes românticos geralmente se concentram no pico do momento ou no rompimento de um amor, mas nunca no meio termo. Mas Dean e Cindy já se apaixonaram loucamente e o deles ainda não se rompeu, embora não passem pelo melhor momento do casamento.

Os Namorados Azuis nos lembram a importância de manter a atração mesmo quando a chama está perdida. Porque não importa quanta paixão exista no começo, não importa quanto amor seja construído, as coisas sempre podem desmoronar se você não trabalhar nelas. Essa ideia romântica de que o amor pode fazer tudo fica cara a cara com complicações, mudanças nas circunstâncias de cada uma, rotina e dia a dia.

500 dias juntos (2009): o perigo de idealizar as coisas sem perguntar antes

Se algo acontecer 500 dias juntos é lembrar a nós mesmos que podemos fazer muitos filmes em nossas cabeças e ver coisas que não são. Que temos que ser objetivos com os relacionamentos, sem montar filmes na nossa cabeça Como sempre existem duas versões da mesma história, o ideal é não olhar para a versão idealizada e errada e isso nos machuca.

Tom e Summer nos lembram como se apaixonar pode levar à idealização da situação. Por ser honesta com ele, ela diz que não quer nada sério. Mas ele está apaixonado e finge aceitar esse "acordo" para continuar vivendo sua fantasia. Moral? Estar na mesma página e definir as coisas é essencial para poder construir algo juntos.

La La Land (2016): deixar ao outro a liberdade de realizar

Um filme sobre o sucesso em Hollywood teria inevitavelmente uma mensagem de "siga seus sonhos". O que não havia muito a se esperar foi a lição de amor que Emma Stone e Ryan Gosling nos deixam, na qual você parceiro deve ser seu maior fã e empurrá-lo para obter o que você propõe, crescendo e triunfando, mesmo que isso signifique mudar a equação e separar.

A coisa mais especial (e real) sobre este filme é que não é um amor que sofre ou luta. É um bom relacionamento que é ótimo para vocês dois, vendo um ao outro coisas boas que eles mesmos não conseguiram reconhecer. É uma casal feliz que deixa o outro livre para se apresentar, para ser melhor. Sem críticas, com uma crítica construtiva inspiradora. E é assim que os relacionamentos devem ser importantes, como os de Sebastian e Mia.

Quando Harry encontrou Sally (1989): seu parceiro pode ser seu melhor amigo

Um clássico que não podemos deixar de lado nesta compilação. Porque às vezes o amor é uma paixão. E outros nascem de amizade, construindo um relacionamento muito sólido em que seu parceiro e seu amigo são a mesma pessoa, com quem você se diverte, é íntimo e conversa com total confiança. Você não precisa forçar as coisas, mas também não precisa detê-las. Monica e Chandler foram ótimos!

A vida de Adèle (2013): a responsabilidade de partir o coração de alguém

É um dos filmes mais autênticos quando se trata de capturar a evolução de um relacionamento. Desde a ilusão e a paixão desde o início até a rotina, a convivência, a tristeza de vê-la sair, as dúvidas e a infidelidade.

Normalmente, os filmes mostram os chifres como um ato egoísta que transforma quem os coloca no vilão do relacionamento. Mais em A vida de Adèle, o protagonista não engana Emma com o mal, mas porque ela se sente sozinha e pressionada pelo parceiro a fazer mais com a vida do que ser professora. E a história nos faz entender o que leva Adèle à cama de outra pessoa.

Uma lição que custa aprender, lembrar que nem sempre eles quebram nossos corações é com a intenção de fazê-lo. E, acima de tudo, a dureza de ter que enfrentá-lo, machucar a pessoa que você quer, saiba que você fez isso e tem que viver com isso.

Casamento do meu melhor amigo (1997): o poder de saber como deixar ir

As vezes voce tem que saber largue o fio e deixe uma pessoa ir, por mais que pensemos que somos perfeitos para ela. Quando Julianne descobre que seu melhor amigo, Michael, vai se casar, ela percebe seus próprios sentimentos. Ele deixa Michael saber, que a rejeita por estar apaixonada por Kimberly.

Bem, é isso. O resto do filme é Julia Roberts tentando se apaixonar por uma pessoa que já está apaixonada e sabotar seu casamento. Mas no final, ela percebe que ele já está feliz e que, se ela o ama, terá que deixá-lo. Julianne pode levar muito tempo para entender essa situação difícil, mas assistir ao filme nos ajudará a lembrar a lição antes de entrar nessa situação.

Enquanto você estava dormindo (1995): o erro de viver no 'o que poderia ser' em vez de 'no que é realmente'

Lucy pensa que está totalmente apaixonada por Peter, um corretor de Wall Street, que vê entrar no trem todos os dias. Portanto, quando ele sofre um acidente que o deixa em coma, ela o acompanha no hospital, fazendo com que todos (inclusive sua família) acreditem que ele é sua namorada. Apesar de não saber nada mais sobre ele do que o trem que ele toma todos os dias. Sua obsessão por Peter, de quem ele não sabe nada, a impede de ver que seu irmão Jack é tudo o que ela quer Aquele é o Peter. Ele é gentil, respeitoso, atencioso, carinhoso.

A moral desta história é a história de todos os dias para muitos de nós. Viver obcecado com um ex-namorado ou uma pessoa que não sabe que existimos ou não tem interesse romântico em nós, ignorando todos os sinais e fechando as portas para outros relacionamentos ou pessoas que possam ser o que estamos procurando. Por que viver fantasiando sobre o que poderia ser com uma pessoa? Melhor dê uma pasta, seja realista e abra suas vistas para novas possibilidades.