Gourmet

11 queijos espanhóis que valem a pena descobrir neste 2019 e dois truques para mantê-los (e que estão no ponto deles por muito mais tempo)

Cabra, ovelha, vaca ou mistura. Fresco, amadurecido ou derretido. De sabores poderosos, macios, doces, ácidos e até picantes. Eu admito, Eu sou viciado em queijoe uma das muitas pessoas apaixonadas por este produto.

Há tanta variedade que, em uma única degustação de queijo, você pode acordar cada um dos seus paladar. E nem tudo é queijo francês, italiano ou americano. Segundo Nuria María Arribas, diretora do INLAC, A Espanha é um dos maiores produtores de queijo europeus com cerca de 150 variedades, 32 delas com denominação de origem e indicações geográficas protegidas.

Essa grande variedade de produtos é ideal para um lanche, um lanche ou para desfrutar de uma tábua de queijos como sobremesa. Sem mencionar as inúmeras receitas de queijo que podemos preparar, como cheesecake, este delicioso molho de queijo para seus pratos de macarrão ou como ingrediente essencial para uma pizza, por exemplo.

O que o queijo nos dá na dieta?

O queijo é um alimento com grande valor nutricional. Se você acha que uma dieta equilibrada deve ser mantida de fora, você está muito errado. Contém a maioria dos nutrientes do leite de forma concentradae fornece proteínas de alta qualidade com um alto conteúdo de aminoácidos essenciais.

É também fonte de minerais como cálcio, fósforo e magnésioe vitaminas como vitamina A, B12, riboflavina e niacina, o que o torna um elemento ideal para incluir na dieta.

Onze queijos espanhóis para a maioria dos queijos

  • Albe mozzarella pearls. Este tipo de queijo fresco, com sabor suave e leite, é ideal para a realização de saladas ou para um lanche leve, se o combinarmos, por exemplo, em um espeto com tomate cereja e uma pitada de EVOO, em uma versão em miniatura da salada caprese.
  • Queijo Neu del Cadí. Este queijo, cuja crosta é completamente comestível, é um queijo de influência francesa com uma cremosidade maravilhosa.
  • Queijo de ovelha com nozes, do Valle de los Molinos. Você pode gostar de comer seus queijos com nozes, uvas ou marmelo, por que não tentar uma combinação que funcione? Este queijo macio é fresco, leve e com um toque doce para a noz.
  • Queijo Frida, da Fazenda Cantagrullas. Este é um daqueles queijos que o deixam querendo mais. É feito a partir de leite cru de ovelha e tem um sabor incrível com aromas frutados. Sem dúvida o meu favorito nesta lista de queijos espanhóis.
  • Queijo Urgèlia, de Cadí. É o único na Catalunha com Denominação de Origem Protegida (queijo D.O.P. de L'Alt Urgell e La Cerdanya). Macio, cremoso e com um sabor suave e equilibrado.
  • Queijo de cabra cru da CorSevilla. Este queijo sevilhano, com notas lácticas e intensas, é perfeito para combinar com marmelo, o que lhe confere um equilíbrio doce muito agradável.
  • Queijo Campo Real Tradicional. Amadurece entre 45 e 60 dias e possui uma mistura de ovelha, cabra e vaca. Uma aposta tradicional com sabor suave e cremoso.
  • Casín, Fábrica Mestre de Queijos da Central Lechera Asturiana. Adequado apenas para os mais corajosos. É moldado à mão e tem um sabor muito forte e áspero, com uma intensa coceira final e um sabor persistente. Pouca quantidade para um resultado muito poderoso.
  • Leite pasteurizado Coinga semi-curado. Este semi-curado, um clássico, tem entre 90 e 120 dias de maturação. É o queijo Mahón mais versátil, ideal para pão torrado com tomate ou a clássica torrada Balear com sobrasada e mel.
  • Flor de personagem de Esgueva ou Añejo. Um queijo que tem um cheiro único e sabor intenso que causa uma salivação explosiva que termina em uma breve sensação picante.
  • Cabrales, Fábrica Mestre de Queijos da Central Lechera Asturiana. Um queijo azul intenso, feito com leite de vaca cru no coração dos Picos da Europa, que sem dúvida é adequado apenas para os queijeiros por causa de seu aroma intenso e sabor forte.

Como armazenar seus queijos e fazê-los ficar no ponto deles por muito mais tempo

Segundo Clara Díez, da Quesería Cultivo, o queijo “sempre é adequado ao consumo, simplesmente muda de sabor. Tudo vai depender da sua tolerância com eles. Se você quiser mantenha-os por mais tempo com seu sabor e textura originais, você só precisa de dois truques.

O primeiro de tudo é que Idealmente, envolva-o em um papel de parafina. E a segunda é que é melhor mantê-lo sempre na geladeira e dentro de um cone. O papel de parafina mantém e evita a formação de bolores, e a conicidade evita que cheire.

É também É aconselhável cortar apenas o que você vai consumir, desde o corte, menos tempo é retido com a textura inicial.

Como trazer queijo em um piquenique de outono

Os piqueniques não são apenas algo para o verão. O outono é o momento ideal para sentar na grama e desfrutar de uma refeição deliciosa e deliciosa com queijo como um de seus protagonistas.

Segundo a especialista em queijo Clara Díez, podemos transportá-los em uma geladeira pequena e, se não tivermos, apenas dentro de um cone e embrulhado individualmente. "Cada queijo deve ser embrulhado em seu próprio papel, preferencialmente um papel de parafina, cuja película interna limita o papel de se molhar e a umidade ser transferida para ele".

Devemos impedir que os queijos fiquem ao sol. Como o queijo precisa de baixas temperaturas e altos níveis de umidade, o outono é uma estação ideal para que o queijo se torne o protagonista de nossos piqueniques. Por fim, o especialista recomenda que "é melhor cortar o queijo em tempo real, isso impede que o produto seque mais do que o necessário e a experiência de consumo será mais agradável".

Agora você só deixou continue gostando de queijo e descubra algumas das opções made in Spain Claro, eles farão você amar ainda mais este produto delicioso e versátil.