Viagem

Fui sozinho a Marrakech em busca das férias do momento: foi tudo o que fiz

Menos de duas horas de avião da Espanha, Marrakech é um destino exótico e ao mesmo tempo muito próximo. Foi minha primeira viagem sozinha e eu queria uma escapada inesquecível para visitar os jardins, palácios, fazer compras sem parar, apreciar sua deliciosa cozinha e tirar esse tipo de foto ideal no Instagram. E com Marrakech eu acertei.

Esta bela cidade de Marrocos ele se apaixonou por mim para sempre e ele me convenceu de que é um destino gentil, seguro mesmo para viajar sozinho e com muitas coisas para ver e descobrir.

Onde ficar em Marrakech

A melhor opção é optar por um Riad dentro da medina. Pequenos hotéis com poucos quartos que são um refúgio de paz em meio à agitação da cidade. Muitos têm pequenas piscinas para se refrescar e terraços para relaxar.

Além disso, os preços são bastante acessíveis e oferecem café da manhã incluído.

  • Riad da Vinci. Esta foi a minha opção de acomodação em Marrakech: bem razoáveis ​​e bem decorados. Um lugar encantador e charmoso, decorado em estilo marroquino e com uma equipe muito simpática que fala espanhol. Adorei tomar banho na piscina, jantar assistindo o pôr do sol no terraço e curtir a incrível experiência de um hamman. Preço Baixo.
  • Riad Jardin Secret. Impossível não tirar uma foto no balanço do seu terraço. Estas acomodações elegantemente decoradas estão cheias de lugares ideais para descansar e se maravilhar com sua decoração encantadora. Vai custar para você encontrar disponibilidade, porque é um dos mais exigidos. Vou inscrevê-lo para a próxima vez. Preço médio.
  • Riad Yasmine. Essas fotos ideais que se tornaram virais entre os influenciadores de viagens têm como local esse charmoso riad pelo qual custará muito para você obter acomodações gratuitas. É o que se tornou famoso. Preço alto.
  • La Mamounia Hotel. Suas famosas colunas são o espaço perfeito para instagrammers tirar uma foto bonita. É um hotel de luxo, localizado perto da mesquita Koutoubia e da praça Jamma el Fna. Preço: muito alto.

O que ver em Marrakech

  • Impossível não iniciar a visita a Marraquexe para outro local que não seja o Praça Jemaa El Fna. Um lugar que muda com o passar das horas, pela manhã você pode tomar um suco de laranja por cerca de 40 centavos e, à noite, apreciar sua atmosfera e barracas de comida de rua. Sempre há algo interessante e curioso para ver. Tomar um chá em um dos terraços que o rodeiam é uma experiência.
  • O souk. O mercado é um dos lugares para se deixar encantar pelo charme de Marrakech. Embora seja agrupado por guildas, é impossível não se perder em suas ruas labirínticas. Esteja preparado para pechinchar todos os preços que eles oferecem e que alguém "gentilmente" o ofereça para levá-lo a algum lugar (embora você tivesse que pagar uma gorjeta por isso, às vezes valia a pena chegar a lugares que você não seria capaz de encontrar sozinho. ) Os mapas não me ajudaram (os nomes das ruas não estão indicados), e a única coisa que eu poderia usar era o aplicativo maps.me que pode ser baixado e usado offline.
  • Praça Rahba Kedima ou quadrado de especiarias. Um lugar encantador para comprar cestas de palha, tapetes, especiarias ...
  • Mesquita de Koutoubia É a mesquita mais alta e mais importante de Marrakech. Você não pode visitar se não for muçulmano, mas essa construção (que serviu de inspiração para a Giralda) também o impressionará do lado de fora.
  • Jardins. Graças à sombra de suas palmeiras, árvores exóticas e suas fontes, existem dois jardins que o surpreenderão pela manutenção e pela calma que transmitem. O Jardin Majorelle, comprado em 1980 por Yves Saint Laurent e Le Jardin Secret. Dois dos meus sites favoritos.
  • Palácios. Perfeitamente preservado e restaurado, existem vários pontos que merecem a visita para apreciar seus mosaicos coloridos, impressionantes portas e tetos de madeira entalhada e seus esplêndidos quartos. O Palácio da Bahia, construído no século XIX, é o mais visitado e movimentado, e o Palácio El Badi, data de final do século XVI e está em ruínas, mas suas dimensões me deixaram impressionado.
  • O museu de Marrakech, localizado em um palácio, tem cerâmica, armas, tapetes e outros objetos tradicionais de Marrocos, bem como um hamman tradicional.
  • As tumbas saadianas, descobertas em 1917, datam do século XVI. Seus mosaicos e os quartos das colunas são lindos.
  • Madrasa Ben Youssef. É um Faculdade ou escola de estudos muçulmana Religioso do século XVI. Atualmente, está fechado para reformas e não pude visitá-lo, por isso tenho uma desculpa para voltar.
  • Dar El Bacha ou Museu das Confluências. Recentemente inaugurado e localizado em um palácio tradicional, ainda não está incluído em muitos guias, o que lhe permite visitá-lo com calma e sem multidões. Tornou-se um dos meus lugares favoritos. Atualmente, ele tem uma exposição temporária dedicada à coleção de café Yves Saint Laurent.
  • Museu Yves Saint Laurent. Pierre Bergé queria criar um museu dedicado ao designer nesta cidade que o marcou tanto. Fiquei um pouco decepcionado porque a coleção não é muito ampla, mas se você é fã de moda, não pode perder a sua visita a Marraquexe. Está localizado ao lado dos Jardins Majorelle.
  • Você também não pode sair sem desfrutar um hamman tradicional com massagem e enrole em óleos em um dos spas espalhados por toda a cidade como El Hamman de la Rose. Aproveitei o conforto de que havia um spa no meu riad e, por cerca de 23 euros, pude aproveitar a experiência Hamman Parfums D'Orient, com 45 minutos de banho turco, esfoliação da pele e massagem com sete óleos essenciais com perfume que o deixam como novo.

Onde comer em Marrakech

  • Dar Moha Restaurant. Moha Fedal, um dos chefs mais renomados do país, lidera a cozinha deste restaurante, situado em um maravilhoso riad. Na minha viagem de baixo custo, ficou fora do meu orçamento.
  • Nomad. As melhores são as vistas da Praça das Especiarias.
  • Le Salama Marrakech. Outro lugar que vai deixar você bêbado com sua decoração requintada.
  • Café Atay. Você pode ter as melhores vistas da cidade. Espero ir da próxima vez que visitar Marrakech.
  • Terrasse des Epices. Mais um dos lugares da cidade.
  • La Fermé Medina. Gostei muito deste lugar tranquilo, decorado com bom gosto, com música ao vivo e servindo as especialidades marroquinas típicas.
  • Se você quiser desfrute da cozinha marroquinaExperimente a pílula (uma torta de massa folhada com frango, alface, cebola, à qual é adicionado o sabor doce de açúcar e canela, a mistura é impressionante), cuscuz, tajines (com frango ou vitela com limão ameixas), bolos de sobremesa, feitos com amêndoas e a variada comida vegetariana que possui sua rica culinária. Me conquista pelo estômago e em Marrakech come bem e a um bom preço.

Excursões de Marrakech

Embora Marrakech possa ser percorrida calmamente em dois ou três dias, se você planeja uma viagem um pouco mais longa, pode fazer uma das excursões mais próximas ao deserto do Saara, à cidade costeira de Essaouiraou em Cataratas de Ouzoud Se você deseja prolongar a sua estadia.

No calor de agosto, eu não queria me aventurar em excursões que eram muito ruins. Talvez seja melhor fazê-lo em outra época do ano. Também Em todas as viagens, gosto de deixar o que fazer, por isso tenho a desculpa perfeita para voltar. E Marrakech, é claro, merece ser visitada mais de uma vez.