Notícias do setor

A empresa Gucci, também pioneira em sua maneira de organizar a empresa: cria a posição de Diretor Global de diversidade, patrimônio e inclusão

Gucci deu um passo à frente na diversidade e na inclusão, criando uma nova posição em sua empresa que ocupará Renée Tirado: Diretora de diversidade, equidade e inclusão da Gucci.

Suas tarefas não serão apenas garantir que a empresa tenha uma equipe mais inclusiva e equitativa, para a qual desenvolverá uma estratégia global e terá sua própria equipe de DEI (diversidade, equidade e inclusão), mas também lidará com questões comerciais.

Jogado fora também supervisionará o Programa de Educação em Consciência Cultural, destinado a todos os funcionários da empresa, bem como o Programa de Bolsas de Estudo em Design Multicultural, o Programa Interno de Intercâmbio Global e os Grupos de Recursos para Empregados.

Marco Bizzarri, presidente e CEO da Gucci, disse após o anúncio que está convencido de que “Renée nos ajudará a conduzir as mudanças importantes que queremos introduzir tanto na empresa quanto na própria indústria da moda”.

Renée Tirado, que antes, ela desenvolveu seu trabalho como diretora de diversidade e inclusão da Major League Baseball (MLB), explicou que seu trabalho é “Estabelecer laços humanos com base nos princípios de inclusão, respeito e diversidade, a fim de garantir que Gucci permanecer uma empresa competitiva no campo cultural e econômico ".

Após as inúmeras controvérsias sobre apropriação cultural nos últimos anos e após os escândalos por blackface no mundo da moda que afetaram marcas como Prada, Adidas ou Gucci, que a empresa italiana decidiu agir sobre o assunto e criar essa nova posição é um reflexo das mudanças exigidas por uma sociedade cada vez mais sensível a esses problemas.